16/03/2017

16/03/2017

[Resenha] Maly - Léa Michaan.

| |



Título:  Maly
Idioma:  Português

Gênero: Romance nacional
Ano: 2011

Tipo de capa: Brochura
Páginas: 300

Edição: 1
Autor: Léa Michaan

Formato: Médio 
Editora: Primavera Editorial






Aos nove anos de idade Maly encara o mundo de uma nova forma, está inteiramente a mercê do mundo, órfã de qualquer parentesco. Enquanto estava em um acampamento perdera sua família em um assalto e passa a contar com sua vizinha; logo é posta em um abrigo. Ali precisa sobreviver com outras crianças, umas boas, outras nem tanto.

A história dos antepassados de Maly não é desprezada. De origem judia, sua família fora exterminada de forma brutal - assim como conhecemos os ataques de nazistas a judeus no período da II Grande Guerra. Um dos únicos sobreviventes fora seu pai, Alfredo, que se encontrara com sua mãe e deram origem a nossa garotinha Maly.

Agora vivendo num orfanato que passara por crises financeiras, Maly e mais alguns amigos se colocaram a aprender as artes circenses e ali a garota se viu apaixonada por malabarismo. Praticava com tanto afinco que pôde se recordar da determinação de sua avó Hannah traçando com o arco seu violino, sempre se recordando do que o pai lhe contava. Sua vida estaria ali, no circo, e a garota passa sempre a procurar novos desafios.

"Naquele momento, a menina ganhou uma nova vontade de viver, e foi tomada pela certeza de que esse encontro com o circo seria um fator decisivo em sua vida. Só não sabia ainda, exatamente como."

 Fiquei encantado com a escrita logo nas primeiras páginas e durante a leitura fui sendo surpreendido a cada momento. Minha vontade era de abraçar a escritora por descrever alguns momentos singelos durante a narrativa da personagem.

"A menina foi tomada por um novo ânimo, uma força para sua vida e decidiu pensar que não fora poupada à toa. Estava viva para realizar um propósito, e agora, finalmente, ela sabia qual era."


A história toma uma segunda perspectiva, a de uma família residente na Ilha de Capri, Itália. Um de seus filhos, por ser adotivo, não conhece sua família biológica e o interesse em saber suas origens é enorme. Certa hora um hóspede da pousada que possuem comenta que Pietro se aparenta demais com um amigo de décadas atrás, Ben. 

Voltamos a época dos ataques nazistas aos judeus, Ben e sua esposa Rachel estavam a espera de um bebê e pelo alvoroço do ataque alemão a sua aldeia a mãe acaba dando a luz num esconderijo. Não resiste as condições e falece deixando o bebê, denominado de Jonathan, para que Ben cuidasse. Ali estaria o futuro de seu povo. 

Maly é um livro puro, onde duas metades se encontram. Metades estas que buscam, de formas diferentes, a mesma coisa e no final se completam. Ambos dispostos a perpetuar suas origens como uma herança.

Maly foi o livro debatido no Clube do Livro que realizamos todo mês na Livraria Boigy, aqui em Mogi das Cruzes.



 A autora

Olá, meu nome é Léa Michaan, sou Psicoterapeuta, Psicanalista e escritora.
Autora do livro Maly – Primavera Editorial – Romance. Segundo depoimento de leitores: “As páginas viram sozinhas”. Convido você a ler meus artigos sobre  inúmeras e inusitadas situações da vida. Espero que a leitura destes artigos desperte reflexões e ideias que são muito bem vindas! Dicas para questões do dia-dia, você encontra no site: ttp://psicologaresponde.wordpress.com

Ficarei grato de poder saber o que achou a respeito do livro, do assunto etc. Deixe aqui nos comentários. Até logo!

18 comentários:

  1. olá
    ainda não conhecia o livro otima resenha :) não acredito que achei um blogueiro daqui *--* fiquei super feliz eu já dei uma passada na livraria Boigy ela e linda fiquei realmente feliz em conhecer o blog :)

    Bjsss

    https://estantedasara.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado!
      Caramba, também não te conhecia HAHA Vamos no próximo encontro do clube?

      Excluir
  2. Uau! Amei a capa, amei a premissa, amei tudo! Principalmente por saber que parte se passa na Italia, sou uma apaixonada pela Italia. Olha, vou procurar com certeza, adorei de verdade!
    Jo Scarreiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senti-me melhor atraído pela parte italiana da história e espero que goste também. Obrigado pela visita!

      Excluir
  3. Oii
    Achei o livro bem fofinho com uma história que parece se singela, mas no fundo tem aquela lição de vida que levamos conosco para sempre. Anotada a dica.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico contente que tenha gostado. A lição abordada é realmente boa.

      Excluir
  4. Olá,
    Não conhecia esse livro e gostei de saber sobre ele. A capa é tão graciosa que pensei ser uma história infantil e nem imaginei que seria sobre segunda guerra. Gostei da dica
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A parte que remete a II guerra está fascinante, veio de modo singelo e encantador.

      Excluir
  5. Oi Jhonatan.

    Interessante o livro e gostei da sua resenha porque mostrou uma história que não conhecia.Sabendo que boa parte da história se passa na Itália, aumenta meu interesse pela história. Deve ter descrições maravilhosas país. Dica anotada, pois a capa também é maravilhosa.

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Preciso dizer que fiquei encantada com esse livro, vou procurar realizar a leitura o mais breve possível! Adorei a premissa e a sua resenha está muito bem feita!

    ResponderExcluir
  7. Olá tudo bem?
    Ainda não conhecia a autora nem o livro, mas gostei muito da premissa da obra, fiquei curiosa para conhecer essa história!

    Bjs Jany

    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Parece ser um enredo forte e emocionante, né? Não seria minha primeira escolha de leitura, mas gostei muito de saber mais sobre ele. Sempre achei essa capa uma fofura, mas não sabia do que se tratava.
    Bjos!

    www.umdiamelivro.com.br

    ResponderExcluir
  9. Assim que você se adapta a escrita da autora o livro se torna incrível.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu não conhecia esse livro e vi que a história é bem forte e fala de superação. Não deve ter sido fácil viver numa fase tão triste da humanidade. Gostei muito da sua resenha e se tiver oportunidade vou ler o livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que leia e aproveite cada passagem da leitura. É um livro forte sim.

      Excluir

Olá!

Agradecemos comentário. Ficamos contentes em tê-lo aqui no blog. Críticas são aceitas, mas qualquer xingamento ou comentários indevidos serão excluídos. Ok? Obrigado!